As sociedades garantidoras de crédito vêm ganhando cada vez mais força e espaço no Brasil. Elas são uma importante ferramenta de desenvolvimento econômico por contribuir com a queda das taxas de juros em operações de crédito e, acima de tudo, por possibilitar o acesso de pequenos empresário a linhas de financiamento, o que a maioria não consegue por falta de garantias reais para oferecer aos bancos. Segundo dados do Sebrae, a falta de garantias reais supera a existência de restrições de cadastro (SPC, Cadin, Serasa) e até mesmo a inviabilidade do projeto apresentado como causa para as instituições financeiras negarem crédito aos pequenos negócios.

Em momentos de turbulências na economia como o atual, essas instituições desempenham um papel ainda mais importante, pois facilitam a obtenção de capital para a ampliação de empresas e a consolidação de novos negócios, o que resulta na geração de mais empregos e riquezas. Em Maringá, esta realidade vem sendo observada de forma muito positiva. No ano passado, a Noroeste Garantias (Sociedade de Garantia de Crédito do Noroeste do Paraná) forneceu 232 cartas de garantia, totalizando R$ 6.261.269,70. Essas cartas geraram mais de R$ 9 milhões em operações por meio das cooperativas de crédito Sicoob e Sicredi.

Essas operações mudaram o cenário e a forma de concessão de financiamentos em função do crédito orientado, por meio de consultorias técnicas sobre gestão, resultando em mais fomento ao pequeno negócio. Com essas operações, foi possível proporcionar uma economia de mais de R$ 1,5 milhão nas operações geradas pela Noroeste e seus parceiros em função da redução nas taxas de juros dos financiamentos. E mesmo com a crise econômica, a garantidora registrou o menor índice de inadimplência (2,37%) comparado com a média histórica de 3,22% do sistema.

Fechamos 2016 com 677 associados atendidos na sede em Maringá e nos postos instalados em Nova Esperança e Umuarama. Nos últimos três anos nosso crescimento anual médio foi de 230%. Graças às parcerias firmadas em 2016, conseguimos cumprir nossas metas. Para este ano, a projeção é de um crescimento de 94%, gerando cerca de 440 cartas de garantias, com mais de R$ 15 milhões em operações. Outro objetivo é firmar novas parcerias com outras cooperativas de créditos e bancos privados.

Com esses números, a Noroeste Garantias vem cumprindo a missão para a qual foi criada, que é incentivar o fortalecimento das empresas para promover o desenvolvimento econômico, e desempenhando um importante papel social, tanto com a geração de mais empregos como estimulando o empreendedor a investir e acreditar no seu negócio.

 

Everaldo Belo Moreno, presidente da Noroeste Garantias

 

Produção: RG Comunicação

Deixe uma resposta

Fonte
Contraste