Quase 30% das cartas de garantias emitidas pela sociedade de garantias de crédito (SGC) que atua na região noroeste do Paraná foram aprovadas pelas cooperativas de crédito associadas ao Sicredi. As taxas de juros para as linhas de capital de giro praticadas por essas singulares variam entre 1,73% a.m. e 1,98% a.m.. Quem ganha com essa competição saudável são os pequenos negócios.

Jean Flávio, diretor executivo da Noroeste Garantias: a parceria com o Sicredi está contribuindo para consolidar a capilaridade da SGC na região (FOTO: Ancine)

A parceria com três cooperativas de crédito filiadas à Central Sicredi PR / SP / RJ vem contribuindo para alavancar os negócios da Noroeste Garantias desde novembro de 2015, quando foi assinado um convênio de cooperação com o Sicredi União. No ano passado essa parceria foi ampliada para o Sicredi Agroempresarial, em outubro, e para o Sicredi Vale do Piquiri, em dezembro.

A articulação do Sebrae/PR foi fundamental para viabilizar a aproximação das SGC(s) com o Sicredi. “A parceria está funcionando graças do trabalho do Sebrae/PR para melhorar do ambiente de negócios. Isso foi feito de forma conectada com o nosso projeto de cooperativismo financeiro”, explica Flávio Locatelli, coordenador estadual de Acesso a Serviços Financeiros.

Até o momento foram fornecidas 70 cartas de garantias no valor de aproximadamente 2,5 milhões para pequenos negócios localizados nas regiões de atuação da SGC e das cooperativas. O parceiro principal é o Sicredi União, com 68 operações que somam mais de R$ 2,3 milhões. “O Sicredi Nova Londrina é a única cooperativa filiada à Central Paraná com quem ainda não temos convênio de cooperação”, esclarece Jean Flávio Zanchetti, diretor executivo da Noroeste Garantias.

Em 2016, as garantias complementares recepcionadas pelas três singulares representaram 26,12% do volume de operações da Noroeste Garantias. Já no primeiro trimestre desse ano esse percentual aumentou para 29,38% das cartas de garantias concedidas para os associados da SGC.

As principais modalidades das linhas de crédito contratadas são capital de giro e microcrédito, com 75% das operações realizadas no ano passado e 78% em 2017. Já os públicos predominantes no atendimento da garantidora de crédito são os micro empreendedores individuais (MEI) e as microempresa do comércio e do setor de serviços.

Estímulo à competitividade

O relacionamento com as singulares do Sicredi vem contribuindo para melhorar a oferta de crédito para os pequenos negócios associados à Noroeste Garantias haja vista que os juros cobrados têm variado entre 1,73% a.m. e 1,98% a.m. para capital de giro. O Sicredi chegou de forma muito competitiva e está praticando taxas menores em relação às demais instituições financeiras.

Os fluxos de aprovação das cartas de garantias e de liberação dos créditos também vêm ocorrendo de forma mais dinâmica e de forma mais proativa. “Na grande maioria dos casos, os empresários admitidos no quadro de associados da SGC foram indicados pelos gerentes do Sicredi”, acrescenta o diretor executivo da SGC.

A parceria com o Sicredi também está contribuindo para consolidar a capilaridade da SGC na região. “A nossa presença em cidades como Umuarama, Altônia, Pérola, Campo Mourão, entre outras, tem crescido de forma significativa”, pontua Jean.

.

Portal das SGC, Ronaldo de Moura

Matéria produzida em 11 de maio de 2017.

Deixe uma resposta

Fonte
Contraste